Blog

Blog

5 vezes que Pokémon Go lembrou sua vida profissional

segunda-feira, 8 de 08, 2016
Tags: dicas, empresas, Jovem, Pokémon, Pokémon Go, vida profissional

Pokémon GO é um aplicativo que está claramente presente no nosso cotidiano há alguns dias. No nosso começo como potenciais mestres Pokémon, nos deparamos com algumas dificuldadezinhas, até pegarmos a manha. Pensando nisso, resolvemos comparar a vivência no joguinho com outra situação bem frequente em nossas vidas: os apuros na luta por um espaço no mercado de trabalho. Confira:

Ser “obrigado” a saber outro idioma

Ter o domínio de uma segunda língua é praticamente uma exigência na maioria das empresas. Muitas vezes, a gente não teve a chance de desenvolver essa habilidade quando mais jovens e precisamos  nos virar como podemos. Assim funciona com Pokémon Go e outros jogos, não é? Tá lá em outra língua e damos nosso jeitinho de entender e aprender.

Pegar o ritmo da coisa

Pokémon Go nos deixou ansiosos e custou a chegar, que nem uma nova vaga de emprego/estágio pode fazer. Começar num lugar diferente nos deixa com um tanto de dúvidas, assim como no joguinho: “Será que é aqui mesmo que clica?” “ Ai, como acerta essa pokebola, meu Deus?”. Pra pegar o ritmo da coisa, é preciso bastante esforço, procurar entender os processos e melhorar habilidades.

Literalmente correr atrás

“Não dá pra jogar deitado em casa?”. É, não dá (infelizmente).

Pra ser um bom treinador Pokémon é preciso sair por aí buscando novos pokemóns e batalhas. Na vida profissional, a gente precisa estar sempre em busca de aprendizado através de desafios e experiências enriquecedoras. É legal procurar por leituras interessantes sobre sua área, cursos, eventos ou até mesmo um programa de intercâmbio.

Estar atento às oportunidades

Podem ter pokémons em qualquer lugar, logo, é necessário estar atento. Dessa forma, funciona também a vida profissional, já que todos querem pegar aquele pokémon raro chamado “vaga de emprego foda”. Em muitos lugares podem existir uma chance, principalmente através do networking que você realiza. Preste atenção que muita coisa boa pode aparecer por aí.

Se comparar com os coleguinhas

Aí você vai ver o celular do seu amigo e ele tem milhões de pokémons mais legais do que os seus. Isso pode servir de inspiração ou você pode ficar emburrado por não ter tantos como ele. A escolha é a sua. É igual na vida profissional, você pode ficar se comparando com quem conseguiu o estágio muito bom e se sentir mal por não ter um ou procurar esse colega para conseguir dicas legais sobre como ir bem numa entrevista, por exemplo. Se comparar é normal, mas é importante tentar tirar algum proveito positivo disso.

 

Contato

Em que podemos ajudar?

Cancelar