Blog

Blog

Human Brands: quando uma marca se torna alguém

sábado, 12 de 03, 2016
Tags: consumidor, conteúdo, dicas, posicionamento, publicidade, Social Media, tendência, trend

Lá pros anos 2011/2012, começaram a falar muito de uma tal de “Human Brands”. Hoje, essa tendência ainda está em alta e ajuda as marcas a estabelecerem um melhor relacionamento com seu consumidor. Porém, como tudo nessa vida muda muito rápido, ela também já não é mais a mesma em 2016. Quer saber mais? Vem com a gente!

A Human Brands é uma tendência que chegou com grande influência da cultura online, que é muito imediata e pede honestidade. Ela se caracteriza pela criação de uma personalidade para as marcas, deixando elas mais humanas, flexíveis e “gente boa”.

A partir do momento em que o consumidor passou a desprezar o mundo corporativo tradicional e pôde ter formas de expressar sua opinião de maneira mais direta para as empresas, esse tipo de marca precisou ganhar forma. Se o público estava tendo a chance de se expor e falar sobre até suas fraquezas no meio online (que cada vez mais se mistura com o offline), por que as marcas não deveriam se portar assim? Agora, as pessoas anseiam por interações verdadeiras e por identificação com as marcas que, através de atitudes e comportamentos, podem estabelecer esse vínculo com o consumidor.

Como se constrói uma Human Brand?

Veja alguns pontos essenciais:

Transparência

Esconder os erros para o consumidor, com certeza não é uma opção. Reconhecer o que não funcionou, muitas vezes pode se tornar uma oportunidade. As pessoas ficam felizes ao saber que podem confiar na marca.

erros subway

Storytelling

Histórias com certeza ajudam na humanização. Elas tornam as empresas mais acessíveis e compreensíveis para os consumidores.

Inovação

É típico do ser humano gostar de ser surpreendido. Estar atento aos desejos do consumidor e saber atendê-los de forma diferente e na hora certa é uma ótima oportunidade de ganhar sua fidelidade.

Linguagem

Podemos ver esse tópico claramente nas Redes Sociais. Marcas se apropriando de gírias e memes que estão na boca do povo e brincadeiras com situações cotidianas. Essa característica dá uma sensação de igualdade e sintonia com a marca.

Mesmo que ainda válidos todos esses pontos, segundo o site Trendwatching, o consumidor vem buscando conexões ainda mais fortes com as marcas que consome.

Daí surge uma outra tendência, a Enlightened Brands. Sua principal característica é conectar o consumidor através do fornecimento de melhorias para suas vidas e para o mundo. As empresas devem estar preocupadas com o bem-estar coletivo. A empresa de operadora móvel multinacional britânica, Vodafone, entrou nessa onda com sua nova política de apoio a maternidade . Ela irá oferecer às mulheres grávidas 16 semanas de licença pagas por inteiro. 

Com tudo isso, a gente percebe que as marcas precisam estar cada vez mais em sintonia com seu público para manter um relacionamento duradouro. Podemos comparar bem ~humanisticamente~ mesmo, com nossas relações interpessoais que se criam através de identificação, histórias, transparência e sempre sofrem mudanças! O negócio é continuar acompanhando essa e outras tendências pra ver o futuro desses relacionamentos.

Fique de olho que aqui mesmo sempre tem coisa nova 😉

Contato

Em que podemos ajudar?

Cancelar