Blog

Blog

O assunto é política, minha marca deve se posicionar?

terça-feira, 15 de 03, 2016
Tags: ativismo digital, causas, dicas, digital, eleições, ideologia política, polarização, Política, políticos, posicionamento, público, Social Media, tendência

Pra começar o assunto bem, que tal assistir a nossa live sobre política na era digital?

Em tempos de “Lava-Jato”, “foraDilmaforaLulaforaPT”~coreografia~, “Bolsomito”, entre outros, fica a indagação se é ideal que as marcas, assim como as pessoas, devam assumir um posicionamento político. Atualmente, alguns fatores como o extremismo e a polarização, complicam a questão e levam as empresas a precisarem de muito cuidado.

Realmente, é uma tendência que as marcas se posicionem, já que as pessoas estão cada vez mais engajadas em suas causas. Mas, até que ponto isso fará bem pra elas? Separamos alguns pontos positivos e negativos de cada escolha.

  • Para se posicionar:

1.A compra de aspectos ideológicos

Hoje em dia, o consumidor têm se relacionado mais com as marcas pelos seus aspectos ideológicos, do que pelos produtos em si. Logo, caso apoiem suas colocações, existe a chance de uma identificação e a possibilidade da criação de um vínculo.

2. A tendência de apoio às causas

Com o poder que a opinião pública vem ganhando, principalmente através das Mídias Sociais, as marcas passaram a ter que ser mais transparentes e defenderem o que acreditam.

3. O posicionamento da sua marca

Ao escolher tomar partido, é necessário pensar que a ideia defendida deve ser alinhada ao posicionamento da empresa, para não confundir o público e para que se possa fazer um trabalho mais a longo prazo.

  • Para não se posicionar:

1. Polarização e perda de público

Ao escolher uma posição política, existe uma grande chance da parte do seu público opositora ao seu ponto de vista, ficar instatisfeita. Do mesmo jeito que um vínculo pode ser criado através da identificação, ele pode ser desfeito pela diferenciação de opiniões.

2.  Os funcionários são a empresa

Um ponto importante a se observar na hora dessa escolha, é levar em consideração que sua marca é construída não só pela sua opinião. A equipe também deve ser consultada. Não rola obrigá-los a seguir uma coisa que não concordam.

contracts

3. A internet é pra sempre

Uma coisa que todo mundo sempre reforça é, na internet nada se perde. Assim, ao definir um posicionamento, sua marca pode ser associada a ele mesmo quando você não quiser mais.

Dá uma dúvida mesmo considerando esses pontos, né? Mas o que a gente reforça é, pense no seu público e nos valores da sua empresa. Seguindo essa lógica, sempre tem mais chance de dar mais certo! 😉

Conta pra gente: você é a favor ou contra as marcas se posicionarem politicamente?

 

Contato

Em que podemos ajudar?

Cancelar