Blog

Blog

Por que atualmente as marcas têm dificuldade em produzir conteúdo relevante?

segunda-feira, 16 de 05, 2016
Tags: conteúdo, crowdculture, influenciadores digitais, internet, Marketing, marketing digital, público

Começando esse texto polemizando e desmitificando uma coisa. Marketing de Conteúdo não é uma coisa nova. SÉRIO??? Sim, ele apenas mudou seus moldes e pôde se tornar uma estratégia mais eficaz e mensurável com o passar dos anos. Há algum tempinho atrás, antes da popularização da internet, as marcas já produziam conteúdo, mas através principalmente, de investimentos em mídia de massa, como revistas, programas de televisão, rádio e cinema. A galera muitas vezes pegava carona nos conteúdos de entretenimento popular.

Nessa época, a concorrência era menor, pois para executar essas ações o custo era mais alto. Além disso, antes as pessoas se relacionavam de uma forma diferente com o discurso das empresas. As opções de marcas eram muito reduzidas, logo o consumidor exigia menos em termos de sentimentos e experiências em comunicação.

Com o aumento da variedade de marcas, produtos e o surgimento da era digital, nos deparamos com um cenário em que elas precisam se diferenciar, mostrar por que são as melhores e que entendem de verdade seus segmentos e as necessidades de seus clientes. Além disso, temos também o fato de que a internet influencia diretamente na decisão de compra do público, que sempre se informa por esse meio.

Ao estudarem e perceberem a situação, as marcas passaram a investir em conteúdo com o pensamento de que produzindo algo legal e criativo atrairiam instantaneamente seu público. O X da questão é que as grandes empresas não contavam com a concorrência de um novo produtor de conteúdo, o próprio consumidor.

A era crowdculture (entenda mais AQUI) permitiu um aumento significativo na interação entre as pessoas na internet. É fácil encontrar gente disposta a realizar um projeto com você ou que tenha interesse no tipo de conteúdo que você produzir. Um exemplo, tem uma garota de 16 anos que a vida inteira gostou de fazer maquiagem. Ela aprendeu e exercitou isso com sua família e os amigos por anos. Ela não fez nenhum curso, mas realmente se tornou boa naquilo e resolveu mostrar isso no Youtube. Ela também indicou as marcas que usa. Outra pessoa que queria saber um truque de maquiagem, visualizou, adorou e compartilhou com os amigos. Com o passar do tempo a menina virou referência em maquiagem.

Percebe? É complicado para uma empresa conseguir produzir um conteúdo relevante, barato e tão próximo a um discurso sincero de consumidor para consumidor. Esse fenômeno cria o que chamamos de influenciadores digitais (entenda mais sobre a relação do jovem com esse novo tipo de celebridade AQUI), os “garotos propaganda do momento”.

Antes, as grandes marcas tinham mais facilidade de inserção, pois monopolizavam as poucas plataformas para a comunicação coletiva. Agora, com a democratização das subculturas na internet, sempre existirá alguém que já produza um conteúdo de valor em determinada área. Cabe às empresas analisarem se é melhor competir com esse pessoal ou se unir a eles na hora de oferecer um conteúdo valioso para seu público que gere resultados.

Contato

Em que podemos ajudar?

Cancelar