Blog

Blog

Qual é o lugar do jovem na política, hoje?

quinta-feira, 1 de 09, 2016
Tags: consciência política, importância, Jovem, opinião, papel, partidos, Política, voto

Há algum tempo, principalmente a partir do ano de 2013, passamos a observar uma crescente participação dos jovens no cenário político do país. As gerações mais novas vêm enxergando a política de uma maneira diferente, sendo mais exigentes, mas também tendo um “toque” de esperança quanto às melhorias. Super conectado, o jovem, atualmente, possui um grande acesso à informação, o que trouxe mais entendimento sobre o assunto e credibilidade ao expor suas opiniões sobre as questões governamentais. Além disso, é importante destacar que, segundo pesquisa do Instituto Data Popular, ⅓ dos eleitores brasileiros nas eleições de 2016, terão de 16 a 33 anos. A partir desses dados refletimos: qual é o lugar do jovem na política, hoje?

Eleitores bem informados

Com a quantidade de plataformas midiáticas disponíveis hoje, fica mais fácil se informar sobre qualquer coisa no momento em que quiser. Logo, não existe muita dificuldade na hora de procurar informações sobre candidatos, partidos, acontecimentos históricos e até mesmo escândalos, pois existem sites e aplicativos próprios pra essas pesquisas. Segundo o Instituto Data Popular, 70% de 3.500 jovens entrevistados, disseram que o voto pode transformar o país. Assim, fica mais evidente a importância do conhecimento político para escolher os governantes de forma mais consciente.

Formadores de opinião

Notícias sobre eventos políticos aparecem na internet constantemente, assim, o jovem acompanha tudo em tempo real. Mais conectado que os pais, ele acaba levando para momentos em família informações que às vezes eles não ficaram sabendo ainda. Além disso, a internet e as redes sociais viraram um palco dos novos debates políticos. Então, os usuários criaram o hábito de expor suas opiniões políticas nessas plataformas e debaterem as propostas e valores dos candidatos entre seu círculo social.

Votantes mais exigentes

A partir dessas novas formas de trocar informações, os jovens estão se tornando votantes cada vez mais exigentes. Além disso, as necessidades e prioridades para eles são outras: eles querem um estado forte que dê conta de oferecer serviços públicos de qualidade, acesso gratuito a tecnologia de ponta e que tenha preocupações com a inclusão social a liberdade de expressão.

As pesquisas têm indicado que os políticos possuem dificuldades de se inserir no cotidiano do jovem, seja através das plataformas ou mesmo da linguagem. Entender um novo público é essencial, assim é preciso que eles passem a ter uma postura mais interativa com o digital e voltada para as necessidades desse grupo.

Quer entender mais sobre o público jovem? Que tal conhecer mais a No Clima? 😀

Contato

Em que podemos ajudar?

Cancelar