Blog

Blog

Youniverse: se liga nessa tendência de personalização que chegou pra ficar!

segunda-feira, 13 de 05, 2019
Tags: consumidor, exclusividade, personalização, tendências

Personalização, facilidade, propósito de marca e uma experiência criativa ao consumidor. Essas foram algumas das tendências indicadas no ano passado pelos professores do centro de varejo da Fundação Getulio Vargas.

Pois é: se antes os consumidores precisavam se adaptar à disponibilidade do mercado, agora é ele que precisa se moldar às nossas realidades. E não vale esquecer que cada um tem a sua, viu? Então não faz mais sentido enxergar o público como um grupão homogêneo. Alô, marcas! Tá na hora de pensar melhor nos seus produtos e serviços pra todo mundo ficar satisfeito.

Pra ajudar as empresas nisso, os produtos personalizados e criativos estão chegando com tudo. E tem mais: prometem conquistar espaço entre os consumidores. Isso é Youniverse!

Tá…e como isso funciona?


Esse novo tipo de serviço possibilita que os clientes protagonizem não só o ato da compra, mas também o de confecção do próprio produto. O mais atrativo disso tudo é que a personalização permite que os clientes possam expressar sua liberdade criativa e usar a identidade pra criar suas próprias peças. O resultado final é único, original e exclusivo de quem o produziu.

Vale lembrar que, mais acostumados com as novas tecnologias, os consumidores têm apostado e confiado nelas para tomarem decisões e fazerem escolhas em seus lugares. Com essa possibilidade, eles não querem mais  precisar passar por toda a indecisão e processo de escolha durante a compra. Vamos combinar: a gente sabe que as vezes ele é suuper demorado.

Parece loucura, né? Mas é mais comum do que a gente pensa. Uma pesquisa realizada pela SalesForce ilustra bem essa situação: em um estudo feito com mais de 7000 consumidores, 57% deles afirmaram estar dispostos a compartilhar dados pessoais. Fazem isso em troca de ofertas personalizadas ou descontos na hora da compra.

Lembrando que a personalização pode rolar de várias formas! Ela não se limita às tradicionais estampas de camisas, canecas e bonés que a gente conhece, viu? Pode ser associada à ativações de marca, a novos estilos de vida, valores e também a experiências. Falando nisso, a gente conta tudo sobre marketing de experiência em um dos nossos textos do blog. Clica aqui e corre pra ver!

E as marcas, o que ganham com isso?

Pensa com a gente: se o cliente participa de forma quase que integral da confecção do seu produto, as chances dele se sentir mais satisfeito são beem maiores. Claro que isso contribui diretamente para que ele tenha uma experiência melhor com a marca. E efeito dominó continua: agora ele se torna então, um promotor da empresa. Quer coisa melhor?

Além da satisfação ser maior, após terem contato com esse tipo de serviço, os consumidores reconhecerão um interesse da marca em atender às necessidades e anseios dos seus clientes. Enxergando essa preocupação entre os propósitos , ele entenderá que a marca reconhece nas pessoas suas personalidades, gostos e comportamentos, não só apenas uma ponte para o lucro. Assim é bem mais fácil construir uma relação forte entre produtor/consumidor.

Como isso tem rolado no mercado?

Como a gente já mencionou, a personalização de produtos é uma super tendência e pode ir muito além do que costumamos imaginar. Pra te ajudar a entender melhor como isso têm funcionado na prática, confere só alguns cases de sucesso que a gente separou pra você:

Nike

A nike não ficou de fora da tendência. Elaborou uma estratégia pra oferecer aos clientes a oportunidade de participar – quase que integralmente – da escolha do seu calçado. Para isso, a empresa desenvolveu uma linha de tênis em que os eles podem montar o seu produto. Dá pra escolher o design, a cor e até mesmo colocar o seu nome nele. Maneiro, né?

Toda a sensação de exclusividade e inovação trazida pela personalização faz com que os clientes se sintam mais motivados a comprar o produto e também a usá-lo. Além disso, sentem que a marca valoriza a individualidade e as preferências de cada consumidor.

The Body Shop

O que também tem ganhado espaço entre as novas formas de consumir é o estilo de vida saudável. Cada vez mais as pessoas estão se conscientizando sobre alguns temas e aderindo às causas sociais. Por isso, as empresas que se adaptam a esse perfil de consumidor, alterando e repensando a forma tradicional de produção, tem ganhado grande adesão. E não podemos deixar da importância de diversificar e personalizar os itens para atender a as necessidades de mais consumidores.

A The Body Shop, por exemplo, conta com um estoque cheio de itens diferentes, para as mais diversas finalidades.  Além disso, é conhecida por ser uma perfumaria com produtos totalmente Cruelty-Free, sem quaisquer tipos de testes em animais. E não para por aí: uma das metas da marca para 2020, por exemplo, é ‘’assegurar que 100% dos nossos ingredientes naturais são rastreáveis e de origem sustentável, protegendo 10.000 hectares de floresta e outros habitats’’.

Dessa forma, a empresa é cheia de propósitos e valores especiais, o que reflete em produtos que também são assim.E isso encanta os consumidores.  Juracy Parente, da FGV (Fundação Getúlio Vargas) EAESP (Escola de Administração de Empresas de São Paulo) disse uma frase perfeita pra esse exemplo, se liga:  “Antes, nós apenas gostávamos das marcas, agora essa relação envolve ter afinidade com elas – você gosta dos valores, princípios e propósitos que ela defende. E, por isso, compra lá”.

Rory

A Startup de Telessaúde norte americana Rory também protagonizou um super exemplo da tendência Youniverse. Em março deste ano, desenvolveu uma linha de instruções, recomendações e até mesmo medicamentos naturais para mulheres que passam pela Menopausa.

Além disso, as assinantes do produto recebem diariamente instruções, informações sobre histórico médico e dicas de life-style. Tudo revisado por profissionais qualificados(as) e especializados(as).

E atenção para a jogada dupla de personalização: além do produto ser criado para um público específico, com um objetivo específico, os assinantes dele ainda recebem conteúdos exclusivos e adaptados conforme as suas necessidades.

Go case

A Go Case é conhecida, justamente, pela possibilidade de personalizar vários tipos de produtos. Isso pode ser feito com aspectos únicos dos consumidores, como  nome e até mesmo a graduação. E o melhor: tudo sem perder o estilo. Tem mochila, case para celular, necessaire e vários outros tipos de produto. Além das suas informações pessoais, o consumidor pode escolher também entre cores e modelos diferentes.

Nesse caso, a maioria dos pedidos é feito por encomenda, então nem sempre essa é a opção mais rápida. Mas lembra da pesquisa feita pela Salesforce? Pois é, ela também comprova o quanto o segmento da personalização tem sido bem aceito pelos consumidores. Entre os entrevistados, 36% afirmou ter interesse em comprar produtos personalizados e 48% disseram que esperariam mais tempo para sua chegada, caso fosse necessário.

Coca-Cola

Como esquecer as famosas latinhas de Coca-Cola com nomes próprios? Provavelmente você já ficou feliz por achar a sua ou decepcionado quando não viu o seu nome nas prateleiras, né?

A ação da Coca-cola foi uma forma de promover o produto através do sentimento de importância e valorização. Os consumidores o desenvolviam justamente pela possibilidade de ter seu próprio nome escrito nas latas. A frase estampada nas latinhas ‘’Quanto mais (nome) melhor’’ contribuiu ainda mais para que os clientes se sentissem super especiais.

A campanha começou através das latas apenas de Coca-Cola Zero, mas o sucesso foi tanto que ela acabou se desdobrando também para a versão normal.

Mc Donalds

Em Março deste ano, O McDonalds anunciou a compra de uma Startup de personalização, a Dynamic Yield. Resultado: agora franquia planeja associar a lógica de decisão descoberta pela Dynamic aos seu mecanismo de display dos drive-thrus.

Com a novidade, os cliente dos Estados Unidos terão acesso a menus personalizados. Para defini-los, são levados em conta  fatores como clima, hora do dia e itens mais pedidos. E não acaba por aí: eles ainda receberão sugestões de itens adicionais de acordo com os pedidos que fizerem. Como não se sentir especial com um mimo desses?

Além de ser uma incrível forma de promover experiência com a sua marca, a aposta do Mc Donalds também provou que as pessoas estão cada vez mais confiando suas escolhas a mecanismo inteligentes.

Entre as necessidades do ser humano, a vontade de se perceber único, importante e valorizado são fundamentais (não é atoa que a gente adora receber presentes). Afinal, quem não gosta de se sentir especial, né?

Os produtos personalizados estão roubando a cena no mercado justamente por cumprirem esse papel. Apostando neles de forma estratégica e assertiva, as empresas têm mais chance de proporcionar uma experiência lacradora para todos os seus consumidores e, assim, atraí-los e fidelizá-los. E aí, será você já pensou em como inserir essa tendência à realidade da sua marca?

Contato

Em que podemos ajudar?

Cancelar